1.3.17

Fragmentos: Voltar para Casa

"A solidão que sentia antes de Frank acompanhá-la até em casa desde a lavanderia dos Wang começou a se dissolver e deu lugar a um estremecimento de liberdade, de solidão conquistada, de escolha da muralha que queria atravessar, livre do fardo de levar um homem pendurado às costas. Desobstruída e desobrigada, ela podia trabalhar a sério e desenvolver um plano para ir ao encontro de sua ambição e ter sucesso. Era isso que seus pais haviam lhe ensinado e que ela prometera a eles: escolher, eles insistiam, e nunca ser empurrada." [ p.74]


"Ela queria ser aquela que resgatava a si mesma. Tinha cabeça ou não? Desejar não ia fazer acontecer, culpar também não, mas pensar talvez." [p.120]


Toni Morisson

Nenhum comentário: