29.7.16

vamos viver de IDAS, anarina

"a solidão começa quando o amor torna-se um privilégio 
(...) aonde estão os seus pares?  [IDA, Coletivo Negro]


 esmorecer estruturas
desenlaçar amarras
enegrecer os verbos

desobstruir os vasos
das carnes-vivas

vamos viver de part-idas
partilhas
botar compressa
em nossas pares

quenturas & óleos
afagos-mãos

esvair-se em rimas
ramos

banhar estirpes
contemplar o broto
em seu crescer

 cotidiano e lento
tornar-arvoredos
assim, no tropego
pulular da palavra
conforme o que treme

cá dentro
gênese das lágrimas

onde se esparrama
em múltiplas
a identidade

/

Nenhum comentário: