11.3.16

.

“há tempo, há tempo”
do bilhete no laboratório do fotógrafo Álvares Bravo


Para Bárbara Esmenia




Momento inexato:
objeto fotográfico adormecido no colo.

danças com dedos orquestrais:
discursos, ansiedades, suor,
fragmentos de terra e sangue,
unhas descortadas.

 [re]pouso:
uma sobre a outra,
na barra do vestido em coxas,
no joelho desejado, 
díade de acolhimento e 
oferta.

Paciência do sujeito observador:
conter o elã sem esmorecer a imagem.
ajuste de diafragma & obturador.

mãos.

por fim.

Mãos.


Meu mais profundo silêncio
.

Nenhum comentário: