28.12.15

às vezes afundar-se no mais dentro de si.


uma camada tão novinha
- sente o cheiro: orvalho ou bundica de bebê -

uma camada tão velhinha
- conheço estas marcas, os vincos das
expressões e, de repente, desconheço,
falha mnêmica -

desdobramento e cansaço, afinal.
tanta camada, meu deus, tanto drama!
ninguém vê a cena frente ao espelho.

 que pena / ainda bem.

sigo passos já calçados.
trilhas de todo dia: 
amarrar os cadarços,
seguir até a porta 
e avante, operária!

[palimpsestos são aqueles pergaminhos
cujo conteúdo é apagado para permitir
a reescrita] 

retrocedo.

meias.

pés.


leio-me, sem mistérios, e me devoro.





Nenhum comentário: