5.8.15

Setima, encantadora

"Setima enamorou-se de um jovem livre, Sextílio, filho de Dionísia. Mas a todas aquelas que conhecem os mistérios subterrâneos não é permitido ser amada: pois elas estão submetidas ao adversário do amor, que se chama Anteros. E tão logo Eros lança as cintilações dos olhos e afia as pontas das flechas, Anteros desvia o olhar em embota a aspereza dos traços. É um deus benfeitor que reside entre os mortos. Ele não é cruel, como o outro. Possui o nepentes que traz o esquecimento. E sabendo que o amor é a pior das dores terrestres, ele odeia e cura o amor. No entanto é impotente para expulsar Eros de um coração possuído. Então ele se apossa do coração do outro. Assim Anteros luta contra Eros. Eis porque Sextílio não podia amar Setima. Assim que Eros levou sua tocha até o seio da iniciada, Anteros, irritado, se apossou daquele a quem ela queria amar. 


Setima conheceu o poder de Anteros pelo abaixar dos olhos de Sextílio"


| Marcel Schwob,1997, p. 47-48 |

Nenhum comentário: