9.10.14

Que diria a poeta?

Se, como a poeta falou, nos alimentamos da poesia dos outros e a nossa passa a caminhar por ali, o que diria dos que se alimentam dessas vidas que escorrem pelo universo virtual, dessas letras digitadas como se telegrama, tal qual recado na geladeira com forma irregular de quem mal amanheceu. Que diria dessa ousadia, se atrever a sentir o comichão como se em tua derme!?

Nada diz, a solidão é tua pena.

Nenhum comentário: