19.9.14

Do Dengo

Te saquei logo de entrada, você é desses que sorriem com o cigarro pendendo ao lado, desses que as mãos fazem um movimento noir para levá-lo aos lábios, desses que encantam sem presença necessária porque ocupa o todo em vestígios, desses que a sombra refaz o corpo que esteve, desses que o sombrio torna canção suave, desses que perpassam os desejos silenciosos dos que te devoram os passos, o andar cuidadoso, a boemia pungente de quem não é homem de sua época, de quem está desbotado mas não ultrapassado, de quem pulou no meu caminho displicente e me fez tomar uma curva que eu nem sabia que, que eu nem vi enquanto lia outros relatos, desses assim, vai chegando sem metodologia, é bagunçado pra ornar no meu caótico, distópico que de surpresa trouxe brisa de utopia.

Nenhum comentário: