15.8.14

Nota # 30

Fala-se do corpo
exposto em sua falácia
a pele desnudada
feito a alma
posta nas mãos
que desajeitadas
esmagam um fragmento
por dia ao despertar

Fala-se deste corpo
gargalhando raso
 do âmago reduzido 
pelo descuido 
daquelas mãos 
feitas para o afago 
 - o ato simples
de fazer sentir

Fala-se viciosamente do corpo
da penúria alcançada
da graça não recebida
verborragia orgânica
da matéria falha
fala-se
faz-se
farsa

Nenhum comentário: