6.8.14

Nota # 24

Que a água está na última gota da folha eu sei,
Que a faixa está sendo reduzida a uma linha,
Que manifestar-se tornou-se banditismo
(por uma questão de classe?)

Que a cor ainda é o que aparta,
Que a estética cada vez mais política,
Que a palavra forçosamente mais erma
(ou urgente, ou nas entrelinhas)

Que por um instante despertamos,
Que o segundo demora eras a se arrastar,
Que é quase um berro que escapa
(mas silencia na paz boba de poesia)

Nenhum comentário: